União De Sangue-Parte III "Conseguências e Atos"

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Ir em baixo

Re: União De Sangue-Parte III "Conseguências e Atos"

Mensagem  Ana Nery em Sex 12 Nov - 12:01:45

Ah,mas nem sempre conseguimos entender o decorrer de tudo o que almejamos conquistar.Foi assim com Lestat,sinceramente minha pessoa se deparava envolta
em preocação. Com o tempo eu e Lestat saímos para a sala. Me deparei fitando Rafael sentado no sofá,ele que levantou-se me visionando. Nem sempre compre-
endi o que se passa na mente de Rafael,mas ficou claro que cruzar os braços passeando seus olhos por Lestat.

-Querido esqueça,e algo pessoal que tenho para resolver com ele,pode ser?-Ele ofegou,sentou--se por alguns momentos-Tudo bem,lamento pelo que aconteceu-A
minha pessoa viu o que se passava na mente de Lestat,ele que esticou as mãos a frente-Precisamos ir,não precisa ficar,sei que poderá conversar com Sara depois,
Rafael-E com isso eu e Lestat saímos,o frio inquietante tocando minha pele.

Na calçada começamos a andar,foi como se a quietude envolvesse Lestat de várias formas,vários presságios importantes.Sem dúvida de que uma pessoa como ele
tinha muita experiência de vida para considerar isso,um belo momento.Será que ele compreendia esses meus conceitos? Tinha as mãos dentro do bolso de sua calça.
As pessoas passeavam na Rua como se nada acontecesse.

Claramente que ser imortal lá têm suas vantagens consolidadas ao longo do tempo.Lestat silenciado nada queria falar,apenas pressentir o que se passava em minha
mente.Ofeguei ao decorrer de meus passos,foi como se ele entendesse minha alma,compreende? Como se Lestat compreendesse o sofrimento que se passava em
minha mente. Foi por isso que decidi ficar quieta.

Foi assim até chegarmos ao imenso cemitério perto dos bosques da Cidade,ofeguei pensativa a respeito do que ele pretendia.Quando entramos devagamos procuran-
do algum lugar propício para podermos conversar.No jardim nos fundos do cemitério encontramos.Flores como tulipas vermelhas,rosas negras.Quando Lestat viu-me o
olhando rapidamente disse:

-Sara,ainda não entende,vi os escritos,a curta parte contada por Aziel.Ah,céus,ele a viu? A viu mesmo em Athena rapidamente?-Pensei por alguns instantes-Sim,eu
o vi,foi rápido,afinal,os meus encontros com Lilith Chariére também foram rápidos-Ele pensou secamente por alguns momentos,foi como se ele entendesse-Hum...Eu
por acaso posso saber o que acontece?-Novamente pensei.

-Lestat eu sei que fiz o que fiz,descobri o que descobri e nada nesse mundo me faz pensar em algo diferente-Foi quando ele devagou olhando para o nada.Sentiu-se a-
meaçado,e pude sentir a dor lhe corroer,as lágrimas vermelhas brotaram no mesmo momento. Ele mordeu os lábios por alguns momentos,não imaginava presenciar o
choro de um imortal-Não imagina o que passei,ele fugiu,entende? Sumiu,deve saber. Fui cético,agi errado em não ter ido atrás dele,em tê-lo deixado experimentar sua
dor pessoalmente-Continuou com sua devagação.

-Quando vi estava morto,morto ao ter sido levado para Ilha de Tompei,mas e claro que deve saber disso,céus,que loucura. O vi,estava morto,morto,mutilado pelas
costas por um maldito. Ah,céus,eu não entendo,o que farei sem ele!?-Pensei,e pude constatar que a dor ardia,lhe queimava no coração.Lestat se encolheu como um
menininho de encontro a base do túmulo atrás dele,túmulo constituído por mármore negro,havia vários!

Estátuas de anjos,demônios,tudo isso.Acho que só nesse momento e que ele pode perceber sua dor,e deixei com que ele chorasse,pensasse-Eu preciso saber! Aonde
ela mora? Aonde Lilith Chariére mora? Eu sei que ela pode trazê-lo de volta,quem sabe Tompei-O bastante para devagar,pegar seu lenço no bolso do casaco e lhe en-
tregar-Lestat? Lhe aconselho a ficar quieto,fiquei feliz,conviveu com Aziel grande parte de sua vida-Ele enjugava seus olhos,me fitava como se não entendesse.

-Querido tenha cautela,siga com sua vida,e isso que tenho a lhe aconselhar Lestat-Foi como trovões-Devaguei com ele por vários momentos ao decorrer de nossas an-
danças pelo cemitério. Não pensei que ele fosse tão bonito pessoalmente-Sara? O que faria caso tivesse uma change?-Não entendi,conforme andávamos tentei com-
preender o que ele queria dizer com isso.

-Como assim Lestat?-Ele pode rir por alguns instantes,vi as linhas de seu belo rosto se atenuarem-És jovem,admito que me sairia como uma filha entanto-Espanto,mas
eu me deparei silenciada."Não Lestat,loucura".E a noite transcorreu,se transmutava em receio,holocausto ao decorrer de tudo.Será que ele compreendia? Não sei,ape-
nas sei que isso nos levou a voltarmos.Lestat se deixou configurar de modo alheio.

Andando pelas calçadas ele disse-A mãe dele me implorou,ela o desejou,como poderia negar-lhe? A amo,a amarei para sempre.Entende o quão Vitória Regia e impor-
tante para mim?-Pensei.Graças que aos poucos chegávamos em casa,a minha resposta foi imediata-Lestat não se culpe,foi o que Aziel desejava,mas não sei o que fa-
rei a respeito do inscrito-Ele devagou triste.

-Vai dá-lo para mim?-Quis saber,paramos de frente a minha casa,Rafael tinha voltado para casa,a consumação de tudo aconteceria-Lestat deixe-me pensar,por favor!
Nem eu compreendo isso-Foi como pressentimento para ele.Antes deu abrir o portão olhava-me como se algo se passasse em sua mente.Devaguei pensativa,isso pa-
ra ele foi a espera necessária.

Do nada ele pousou as mãos sobre meu rosto,disse-Perdi muitas coisas Sara. Claudia e Merrick foram erros meus,eu vivo com a culpa de que fui irresponsável,fui
tomado por um mero momento de fraqueza,mas meu filho? Aziel? Isso não tem recuperação,jamais-Nossa,olhava em seu olhar,o brilho dos cílios clarinhos devido
ao fato dele ser loiro me tocou.

Tive que admitir,nada,nada naquele ser voltaria a ser o que era antes.Devagando com profundidade pude entender-Eu,eu não sei,preciso pensar-Ele ofegou ainda
trémulo,a dor o consumia,o consumiria pelo resto de sua vida.Fiquei trémula,tremi quando ele encostou seus lábios nos meus,senti os calafrios percorrerem a minha
espinha.Respirei fundo,sem querer movi as mãos pelos seus ombros.

Ele não queria! Mas eu fora impulsionada a isso! Infernos! Um ser perfeito,perfeito demais! Me afastei nervosa-Vai embora Lestat,por favor! Preciso pensar-Ele ficou
me olhando,fechei o portão rapidamente-Sara!-Disse,deslizou as mãos pelos cabelos.Entrei,fechei a porta desesperada.O que pensar? Tudo que sei e que depois disso
minha pessoa precisava pensar,céus!

Sentei no sofá chorando horrores,meus soluços ecoando pela linda sala."Ah,céus! Eu não entendo! Ele sofre,posso ver,muito em Lestat mudou,fora destruído.Um filho.
Que dor será essa?-Bramia repetidamente.E dessa forma,eu me deparei envolta em pressentimento.Lembro de está em depressão ao decorrer dos próximos dias.Isso
para mim foi como malva de decisão.

"Seria uma filha entanto".Essa forma de Lestat me descrever me foi inquebrável.Com isso algo que me ajudou a impulsionar minha decisão.Uma noite depois de tudo
isso,da primeira vinda dele.Não respirava a aproximadamente uma semana.Início de noite,havia saído pelas Ruas em meu carro.O meu pensamento era de frustração.
Não entendia,demorou para entender.E só nessa noite eu entenderia.

Eu dirigia nervosa,afinal,durante esses dias eu fiquei nervosa.Admito que havia ficado depressiva devido ao fato deu não ter engravidado de Rafael,queria muito ter
conseguido dar-lhe um filhote,mas mesmo assim,me mantinha ciente,eu dirigia envolta nessa questão,foi como se tudo isso se tornasse envolvimento.O carro atraves-
sava as Ruas alheias.Será que mesmo assim,Rafael compreendia?

-Infernos,vou me casar com Rafael e mesmo assim,nada,nem um sinal de meu filho desejado-Dizia a mercé do vento entrando pela janela do carro.Prosseguir era a mi-
nha meta,e com isso pude chegar.Saindo do carro entrei em minha casa.Fui até a cozinha,bebi água com vontade.Quando finalmente acabei,acabei por subir as escadas.
No quarto abri o ziper de minha saia pregueada que ia até a altura do joelho,a cor negra me era maravilhosa,a camisa de cor branca também com mangas dobradas até
os cotovelos,a tirei em seguida.

Me deparei andando apenas de calcinha pelo quarto.No armário procurava algo,encontrei uma camisola de cor rosa,o tom escuro me foi maravilhoso,a renda negra na
borda perfeita.Me vesti,devaguei por alguns instantes ao decorrer do tempo.Cheguei até a escrever por alguns instantes,e com isso envolvi-me em presságio,pensamen-
to a respeito do que Lestat tinha dito.

"Uma filha entanto".Suas palavras se repetiam na mente,deitei-me na cama envolta nisso,nessa dor árdua,queimante em todos os sentidos.O vento me era maravi-
lhoso,ao decorrer do descanso me desgrudei da mente,me deixei escurecer toda forma deu pensar,precisar me ver livre de tudo isso.Quando ele veio,foi de madruga-
da.Ele tinha dito que voltaria,mas eu não estava preparada para isso.

-Acorda Sara,por favor,acorda-Pedia uma pessoa,abri meus olhos com delicadeza,me deparei olhando para ele com sutileza-Lestat-Disse sentando sobre a cama.Vi o
seu rosto ao vê-lo sentado na poltrona-Bu nuit má belle,admito que vê-la dormir,me foi maravilhoso-Pensei com profundidade-Vi para terminarmos-Compreendi,seu
levantar foi imediato.

Ele estendeu a mão.Estava belo ao ter escolhido bota curta negra,calça justa no mesmo tom,regata de cor cinza,o longo casaco de cor negra como conforto o prote-
gendo do frio.Havia caçado em sua chegada na Cidade.Devaguei ao levantar-Tudo bem Lestat,como desejar-O respondi.Saímos pelo corredor,descemos as escadas.
Quando finalmente na minha biblioteca devaguei.

Ele usou de seus dons para acender as velas sobre a mesa de leitura em seus castiçais de prata,prateleiras atrás dele.Ele tirou seus óculos os guardando no bolso do
casaco.Sentou á mesa,havia sido rápido ao separar as duas primeiras pastas dos arquivos-A outra?-Quis saber.Peguei na prateleira,sentando abri o caderno,faltavam
algumas folhas-Pois então Sara,anote essa última parte,meu encontro com você,eu te amo,eu te amo,te amo como uma filha entanto-Ofeguei.

Foi o que fiz,abri o ícone de titulo para poder anotar.Os olhos cinzentos de Lestat passeavam por mim.Ele olhava minha caneta prateada deslizando pelo papel.Arque-
ando a sobrancelha disse-Depois de tudo,levarei uma copia.Será uma filha entanto para mim,uma filha,eu te amo,mas como uma filha preciosa-Silenciada estava.Foi
dessa forma que acontecia,eu desenvolvia as últimas descrevendo esse último relado.

Olhava para Lestat,ele esperando,apreciando,suas mãos unidas a frente,o anel cintilando em seu dedo-anelar.Quietude inquebrável.Em todos os sentidos a malva do
pressentimento acontecia.Lestat esperava,atencioso,e posso compreender o modo como ele se ligou a mim.Para finalizar creio que nossa amizade seja longa,admito a
mercé das noites me sinto tentada.Não sei os motivos de Lestat ter me amado tanto.

Vejo amor em seus olhos,mas lá sempre estará a dor pela perda de seu filho Aziel De Lioncourt. E com isso finalizo essas últimas linhas.Eu,Sara,espiã e investigadora
por natureza não sei o que ocorre por trás das cortinas do mundo dos Seres Bestiais e Seres Imortais(Bebedores De Sangue).Mas admito que a cada transcorrer,amor
e desenvolvimento de amizade com o Lestat,eu entendo.Ele anda pelas noites,transmuta o tempo,a malva do seu coração.Da Cidade de Athena,ele vem,aparece,e
com isso a conversa,o tenso falar.O transmutar. Está feito,está consumado. A consumação de todo fim perante meu olhar e minhas descobertas está transcrita e para
quem lê esses contos ou os encontrar em alguma livrária,acredite,há coisas que você jamais possa imaginar,está além de seu olhar. Está consumado.


Fim

Ano de 2045



Última edição por Ana Nery em Seg 20 Dez - 18:59:11, editado 1 vez(es)
avatar
Ana Nery
Admin

Mensagens : 1893
Data de inscrição : 31/01/2010
Idade : 30
Localização : Rio de Janeiro - RJ

http://lightinthedarkness.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: União De Sangue-Parte III "Conseguências e Atos"

Mensagem  Ana Nery em Sex 12 Nov - 12:10:03


Imagem Capa:
avatar
Ana Nery
Admin

Mensagens : 1893
Data de inscrição : 31/01/2010
Idade : 30
Localização : Rio de Janeiro - RJ

http://lightinthedarkness.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum