***Gelo De Sangue***(3° Conto)

Página 5 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5

Ir em baixo

Gelo De Sangue-Cap 101

Mensagem  Ana Nery em Qua 21 Jul - 11:53:04

O que Tompei me entregou tratavase de uma carta,muito belo o envelope branco com todo selo em que Thalwa gostava de trabalhar.Averiquava a nossa Letícia entrar pelo portão aos
seus pequenos prantos de nervosa,sentou-se em meu colo acolhida como minha filha.Tanto que passei a amala que realmente gostária muitissimo de ser seu tutor na nova caminhada
nas trevas.Tompei deixou seus dedos passarem pelo seu rosto limpando as lácrimas com a tonalidade vermelha "Me desculpe Lestat,não os encontro pelos meus pensamentos".

"Há,má chére!Me deixa triste em vela assim apóis esses dias separados".Deslizei o envelope a mesa de vidro que se encontra logo ao lado do sofá imenso.Acarisiava seus cabelos com a
tenra tonalidade castanha;vestia um meigo vestido azulado escuro,realmente doce enquanto averiquava tudos os detalhes.Xinhua a véio acolher a levando para seu clarto,elas iriam aos
seus pensamentos,os analizando profundamente lá.

"Fico realmente péssimo com isso!Eu estraguêi nossa noite ontem Sofia,não sabia que ela ia ficar tão magoada:Uma humilhação".Sofia tentava me conforma de qualquer modo para que
volta-se a mim,deixei as lácrimas cairem,senti as mãos de David roçarem meus cabelos ao sentar do meu lado,Carlos confeçou em risos meigos que soubera logo no inicio dessa noite
que os agêntes da Talamasca tinham sido encontrados mortos"Deu certo,pena que nunca a suspeita de quem fez isso".Um mercenário completo como eu,admirava isso.

Tinha que tomar folego para ler a carta porém só depóis que me vestise"Meu Louis e minha Thalwa soltos pelo mundo sem minha proteção;isso doi plenamente".Tompei me ajudou ao
me levantar,subiu comigo ao seu quarto em particularidade.Queria conversa comigo mais ia ser coisa rápida,quando lá dentro as minhas vestes jasian tão lindas e dobradas conforme a
sua orden "Querido mandei a mordoma da mansão que fica áqui durante o dua mantelas ao devido cuidado".Ela sentia meu sofrimento,não me lembrava de muita coisa apóis eu ter ido
aos céus de sonhos naquele apagar.

-Tompei sente a presença deles?Eu não tenho nem um vestigio.

-Tambem tento procurar mentalmente mais nada Lestat,tenha calma.

Ele estava muito belo,sempre o velho Tompei com sua túnica marfim ao toque de botões de prata,sempre persebia que ele ama esses dois metais,disse ele nesse momento que lhe da-
va coragem em seguir nas Trevas.Sabia da imensa responzabilidade que coube a ele ao ter recebido o Ardil da mãe,ele forá mais além em suas menções dissendo que Thalwa tinha lhe
ofericido seu sanguê na estádia,porém recusara por que a casa noite, a casa més,semanas e minutos o seu sanguê ficava mais forte.

"Sabe?Ele corre nas véias,almenta de poder em todo instante,me causa medo mais sinto as nescessidades de aseitar".Asenti levando as mãos ao seu rosto,muito tempo que não olhava
nos seus olhos de mel,puramente o mel que nossa Terra quarda,o puxe nos olhos devido as genetivas Oriêntais foi demais,encantador.

"Obrigada pelo pequenino segredo querido".Deixei o lençol cair ao chão e comesei a colocar minhas roupas,gráças que tinha um sobretudo negre(Puramente couro),apóis colocar uma e
sedosa camiseta branca ele foi por cima,a calça jeans para dar o toque final com minha bota curta.Pentei meus cabelos e me lembre como tinha chegado ao nivel de ter expelido algo
dentro de Thalwa "Por Deuses,queria algo mais congreto,algo mais objetivo como a resposta que preciso".

Tompei houviu essas palavras silêncioso,ele estava sentindo falta de Thalwa,admirava toda a força dela.Ele sentou a beira da cama esperando eu terminar e simplesmente falou tudo o
que desejava "Ela o ama muito Lestat,não sabes como ela sofreu com tua alséncia e estava vendo tudo por sua mente poderosa".Quiz chorar por isso,queria ela e ao meu Louis junto a
mim por completo "Tompei ela realmente disse isso?".

"Com toda força;uma mulher poderosa e realmente encatadora como ves,ela uma noite me disse que forá tua fúria e desespero que a deixaram encantada.Foi esse o golpe que vossa e
imaculada pessoa aplicou sobre o coração gelado que ela tem".Me esvai sobre uma cadeira ao lado,passei as mãos pelo rosto tentando me controlar e desci.Me agarrava com todas as
forças a nossa noite antérios,que apesar de negrá tinha sido maravilhosa.

Quando na imensa sala meus olhos vislumbraram David e Carlos conversando,estavam com a mesma roupa,agora Carlos me abraçava dissendo que friamente tinha sido dado como um
morto devido a queima do casarão,nem um trabalho téria mais em procurar uma idêntidade que por sinal a própia Sofia providênciava para ele.

Passei a mão pela carta em cima da mezinha de vidro e fui ao meu quarto sozinho,fechei as portas e sabem como tinha conseguido durmir durante o dia nele?(Tompei assim que tinha a
sentir tudo ao chegar da caçada com os demais fechara as escotilhas)Divino em meu toque de suprémasia.

Deitei na cama tomando coragem e tirando o papel do envelope,toda a escrita Grega dela a ser vista por mim"Tão meiga,tão sedosa,olha essas incrimes letras ardonanas a sua delica-
deza.Como sofro querida sem tua presença junto a mim".Os meus dedos deslizavam sobre o pepel feito de papito,como a Lua entrava forte pelo quarto iluminada minha unha sintilante
sobre ele ai tudo me vinha a mente conforme lia.

"Querido Lestat neste momento estou longê de tua clamurosa presença e sofro por isso.Por tal sofrimento preciso de Louis ao meu lado,estou com medo,muito medo do modo como o
teu ser agil ontem a noite.Meu Lestat estas sofrendo por algo que não queres me disser.Não quero te fazer sofrer meu demônio.

Voltarei sedo ou tarde,mas a dor de tanto amalo realmente me destroi ao passar de todas as noites ao teu lado,espero que entenda,Louis será minha força em ter que passar esse
tempo longê de você e lhe cito que desde que desmaiara daquele modo algo me perseguê.

Algo supremo corre ao meu lado me fazendo entrar em pânico,todo meu corpo doi em todos os lugares porém sou forte,sou imaculada,aquela em que forá forjada pelo poder do cosmo
em que nosso Universo e forma.

Preciso das Libêlulas ao meu lado,ao menos a presença delas sentida de longê me será um imenso conforto.Me esperas e voltarei na hora certa,não quero tua presença!Ela me queima
como o fogo em que todo amor pode nos dar.Isso e perigoso porque pode nos machucar e quero preservar isso.Me despeço áqui junto ao Louis,beijos enormes e até mais Lestat.

Assinado: Louis e Thalwa."

Chorei,e como chorei durante duas horas pesadas e interminaveis sobre a cama,minha rosa fugindo de mim,meu anjinho longê de mim e véio uma batida quando a porta abril.Era Sofia
e Tompei,eles viram meu estado e pela mente já sabiam o que se passava na carta.Ele pode ascender as Luzes suaves ao teto "Tenha força Lestat,tenha força querido".Sofia vinha ao
forte abraço,suas mãos deslizavam pelo meu ombro,estava em soluços.

Foi ai que passando os olhos pelo quarto e pela varanda vi em cima da mesa um lençol em minha espera,estava dobrado pairando ao lado do meu Leptop nessa mesa tão suprema.Vi
o meigo jarro de flores ao lado,em cima desse lençol dobrado uma Rosa Negra.Não podia a meu modo compreender áquilo.

Sofia de levantou em alerta ao ver meu espanto,meus dedos deslizavam sobre todo tecido a esperar uma atitude dela,minha alma destruida porém erguida ao saber o que isso sighifica-
va.Tompei estava pairando sobre os travesseiros,mãos para tráz da nunca,olhava para nos dois áli nos encarando em questionamento.

-Por quais motivos ela deixaria isso espécialmente áqui?

-Não sei Lestat.Isso e supremo ao meus pensamentos;desdobre o lençol e quem sabe nos não teremos uma resposta,isso me causa medo querido.

"Que seja,tremo com tudo que aconteceu até agora Sofia".Ela sabia que sim e por ação própria o fez,o que vira quase me fez cair para tráz,meus olhos sobresaindo para forá diante da
pequena mancha vermelha,meus dedos diante do silenciamento e neutralização foram sobre meus lábios em pasmen "Sofia!O que isso sighifica".

Tompei de desbruçou e de pos de pé,parou ao meu lado querendo critar diante do que todos nos podiamos vier,sua voz forá forte ao me agarras pelos braços,estava furioso.Não tinha o
seu controle "Lestat sabes se ela sangrou ontem a noite?Me fala!".Não sabia o que ele ia me falando,o que tudo isso sighificava,ele apenas andava de um lado a outro com raiva,nunca o
vi tão descontrolado.

"Tompei tenha calma querido!".Sofia tentava passificar a situação,forá ai que ao cair sobre o chão em prol do medo me lenbrei de tudo o que viera até o exato momento,puxava todo os
fios dos meus cabelos em pensamento,neutralizado por tudo,me lenbre do meu momento a Sofia na INGLATERRA,do como como ela falou ai seu corpo ter abortado o bebê que estava
carregando no vente.

'Lestat compreenda,nem sempre sabe?A natureza e gentil'

Queria critar,ela me segurava e as imagens continuavam a vir,toda sua força me segurava imensamente naqueles delirios mentais e lebranças.Aos poucos ainda pasmen e com medo
cheguêi na lembrança de quando as libêlulas tinham me atacado,ai sim critei com toda uma força suprema vindo de mim,Tompei agora tinha convicção de meu descontrole e tentou me
segurar,critava como um demônio em alta altura,vira Xinhua e Letícia correrem para saber o que acontecia,Carlos e David entraram pelo quarto com elas viram.Toda continuidade do
que podia lembrar me queimava completamente.

'Um ser sangrára pela última vez e algo surgira' 'Fara a únião de sanguê Lestat'

"Estou morrendo!Estou morrendo!"Tompei e Sofia me deixaram liberto em meu pranto que poderia me destruir,era disso que Carlos e Sofia tinham medo,nada me podéria me causar
tamanha dor como essas lebranças "Tudo encaixado!O destino me tramou uma peça!Não a força mais na batalha!"Quebrara o jarro em mil pedaços sobre a parede,Tompei segurou a
plenas forças,ele podéria me controlar o estava fazendo.

"Lestat para!Pelo que vi forá preparado para algo maior é isso só o tempo trara a resposta a qual deseja!Thalwa sangrou uma última vez por você e espero que mantenha sua razão!Ela
nem deve saber disso!O que isso sighifica!"Xinha e Léticia já preparavam o sotão de ferro,a força de Tompei tinha sido destruidora.

Ele me arastava com os demais para lá,o portão de ferro foi fechado e como socada com a imensa força as paredes,foi assim até eu perder o vigor,aos poucos tomando meu controle
lá dentro pude sentir que o destino novamente me preparou uma peça.Sentia todos eles a caminhar na sala,conversavam sobre o acontecimento.

Com isso e de forma gruel vi que Marius tinha chegado,ele viera saber sobre Carlos e nossa princesa Letícia,como ele ficou furioso com a revelação,queimava esbravejando ao disser o
que Tompei devéria fazer "Deixem ele lá dentro,sei que precisa se controlar;Tompei sei que não sabemos o que isso venha a sighificar,falarei com ele daqui a pouco".


avatar
Ana Nery
Admin

Mensagens : 1893
Data de inscrição : 31/01/2010
Idade : 30
Localização : Rio de Janeiro - RJ

http://lightinthedarkness.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Gelo De Sangue-Cap 102 (Final)

Mensagem  Ana Nery em Qua 21 Jul - 11:56:02

Foi com mais duas horas que ele véio abrir a pesada porta de ferro do sotão,Marius tinha ao seu estilo decidido que levária Letícia com ele.Primeira coisa que me citou ao sentar ao meu
lado,vira como sofria imensamente,o que o deixava triste "Não se comporte desse modo".O seu olho azul tentava transmitir toda calma do mundo,me colocou de pé e saimos ao encon-
tro dos demais.

Letícia proclamava que não queria ir com Marius,porém tive que contela mesmo dentro dos meus prantos correndo dentro de mim"Vá com ele e aprenda tudo!Uma escolha muito sabia
minha querida princesa".Seus lábios tremian,Marius a segurou firme pelos braços delicados e tentou convencela de tudo.O mestre estava vestindo túnica vermelha com ardonações nos
detalhes em negro "Venhas comigo querida e saiba que seras minhas filha,seras plena".

Carlos andava de um lado a outro,não queria sair de perto da irmã,David e que ia lhe dando o pleno convencimento da escolha "Ela será muito bem intruida por ele Carlos,não tem com
o que se preucupar".Marius dissera que Pandora e Armand esperavam por ele em sua casa tão longê.Como ele a pegou nos braços poderosos!Queria morrer por isso,ele antes de subir
aos céus me pediu algo enighmático "Irei levala comigo e farei dela minha filha Lestat!Uma filha que nunca tive e por favor nem tente vir atráz de mim.Quando a Thalwa e Louis?Aceite
o consentimento deles e só vá ao seu encontro quando for preciso".

-Será doloroso mais obedeserei as tuas ordens.

Letícia se segurava firme nos braços do mestre,ele afagava seus cabelos cacheados e doces como mel e túlipa,soltava beijos sobre o rostinho dela antes de partir"Sera minha querida e
ninguêm lhe tocara um fio de cabelo,seras plenamente minha filha".Ela tremia com medo,os olhos densamente azuis fecharam firme e Marius subiu aos céus de forma rápida e suprema
como ele e.Fomos ficar a paisana no jardim a frente.Carlos e David estava ao meu lado e ia tomar uma descisão gruel para eles.

"Vão embora sozinhos meus queridos dmônios,quero ficar áqui,preciso mais que nunca que Sofia e Tompei me acolham.Estou de certa forma destruido por dentro".David queria revidar
mais suportou firme.Carlos me olhava compreendendo o que pedia e num gesto delicado ao seu amor doce por mim e por David estendêu as mãos "Ok Lestat,atenderemos ao teu pedi-
do,cuidaremos bem de tua casa e do Pérola".Soltei um meigo beijo em sua testa e cabelos a andular no vento.Ele me garantiu que cuidária de David.

-Sei que sim,es mais forte no sanguê do que ele e suprira minha tarefa.

Joguêi as chaves da casa em suas mãos e os dois se despediram de Xinhua,Tompei e Sofia que insistia para eles ficarem,mas não,apóis isso sumiram pelas montanhas juntos,inudos e
Carlos engolia a supremásia de Marius em ter levado Letícia para ele.Ao menos conforme a sua pessoa me disse antes de sair iria poder vela a qualquer dias desses.A dor era forte ao
seu corpo pela separação(Meigo vislumbre dessas palavras).

O vento fázia com que a túnica de Tompei andulase,seus densos cabelos negros corriam ao toca-los,Sofia lhe abraçava firme junto a dor forte.Ele própio tentava entendêr o que isso,o
que acontecera entre mim e Thalwa podéria sighificar.Entramos para a mansão,me esvai a reler a cartar mesmo doido pelos acontecimentos e mais uma derrota do destino.

"Sem Thalwa e Louis por tempo inderterminado".Tompei ao ouvir essas palavras bateu com as mãos sobre meu rosto,um meigo riso de juventude apesar de vampiro "Ficaras áqui,iras
compreender.Teras todo acolhimento possível Lestat e sei que ela e suprema e vira com ele no momento certo".Minhas mãos tremian com essas palavras dele,Xinhua me convidou para
caçar,iria se juntar em meu sofrimento,ela me disse que queria me ajudar,aceitei esse convite.

Caçamos pelos incrimes vilarejos daquelas colinas,um momento belo com ela,todo o vento e Lua pairando sobre nos dois áli,sentados a beira do patamar a nossa frente "Vais suportar
e assim chegar a uma resposta Lestat".Meiga voz,tudo tinha acabado conforme esse conto a correr pelo mundo.

Esse foi meu fim,meu supremo e imaculado fim:Ao lado de Tompei,Sofia e Xinhua a me dar acolhimento de alma.Mais vos digo que jamais!Uma noite sequer em que permaneço áqui a
lebrança desapacerece.

******************************************************************************************************************************************************

Inicio do Fim:Finalizando digo que a cada noite,a cada passo e a cada susspiro anséio pela a volta deles.Meu Louis e Thalwa ao meu lado.Sempre acordo sozinho nessas colinas em que
ando agora delirando com eles.Imagino que eles vem em meus pensamentos,porém uma e dolorosa ilução que Tompei e Sofia tiram de mim quando me trazem de volta.Muitos nossos
os momentos de maldição.


Há!Como esse Lestat está ferido enquanto ainda procura uma resposta,como preciso de que vocês me transportem toda força possível.Termino áqui esse conto e história que consertesa
jamais esquecesei.Vos entrego minha dor,amargura diante da Guerra Divina em que nossos Deuses batalharam.


Tambem enquanto termino de escrever nesse Leptop imagino Buda tomando conta de todo o Inferno a qual conquistou.Por algumas noites áqui eu persigo sombras pensando que ele
e ela estão a me esperar.Louis e Thalwa,meus dois desaparecidos a qual anséio pela suas voltas eu choro por vocês a casa noite e tambem choro áqui ao terminar todo conto e no
desejo imaculado a alma chora!Minhas lácrimas descem meus queridos.


Choro muito,choro e choro pedindo que venham a mim e peço ao terminar esse livro em ao qual sinto todo "Som Das Trevas" correr dentro de mim. Adeus meus queridos e arevouar a
ver próximo minhas duas pérolas foragidas.

5 De Janeiro de 2007

Adieu mon cher

Fim

avatar
Ana Nery
Admin

Mensagens : 1893
Data de inscrição : 31/01/2010
Idade : 30
Localização : Rio de Janeiro - RJ

http://lightinthedarkness.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Imagem Capa:

Mensagem  Ana Nery em Sab 16 Out - 20:07:58



"Gelo De Sangue"
avatar
Ana Nery
Admin

Mensagens : 1893
Data de inscrição : 31/01/2010
Idade : 30
Localização : Rio de Janeiro - RJ

http://lightinthedarkness.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ***Gelo De Sangue***(3° Conto)

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 5 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum